Relato de Voluntariado, por Rodrigo Almeida

Rodrigo Almeida

Continuando os posts de relatos sobre as experiências dos voluntários, temos hoje Rodrigo Almeida, que em trabalho com Matheus Cerqueira, Coordenador de Projetos e Atividades do IEEE USB, e com seus colegas da Equipe LifeBOX, conta como se envolveu no projeto e os direcionamentos que estão tomando, com o apoio do Ramo, para se tornarem uma StartUp na área de Análise de Dados.

Sobre o Projeto LifeBox:

Meu primeiro projeto no Ramo. Participei com mais 7 integrantes, na época todos com pouca experiencia nos conceitos que envolviam o projeto, assim como pouco conhecimento em geral também. Durante um ano vários voluntários entraram, contribuíram da melhor forma possível, vários contratempos como as férias muita gente da equipe viajando, semana de provas, laboratório que não confirmava reserva e nos últimos meses partes apresentando defeito.

Mesmo com todos esses contratempos, dificuldades o aprendizado na parte elétrica, eletrônica foi imenso, sem falar que a parte de Internet das Coisas, que tivemos que aprender totalmente com Google e na prática, o que tornou a experiencia extremamente trabalhosa e contribuiu com muito aprendizado na parte de programação em geral.

A equipe de forma geral também teve que se adequar as necessidades, problemas de cada componente e dividir o trabalho de forma que não fosse injusto com ninguém e fizesse o projeto “andar”.

Rodrigo, que juntamente a Everton Borges e Fabrício Carvalho, que apresentarão o Projeto LifeBOX na Campus party, também narra sobre a mentoria que passaram para participar do Campus Fuure:

As mentorias aconteceram na quinta feira dia 17/05/2018 durante a manhã. A primeira foi com o professor, empreendedor Eber, também estudante de mestrado pela UNIFACS, com o intuito de auxiliar na parte de Design UX. Apresentamos o projeto e toda a ideia relacionada ao futuro de onde pretendemos ir com o LifeBox . O mentor ficou extremamente entusiasmado com o projeto, trocamos emails para manter o contato e termos auxilio de um mestre que possui experiência na área de startup (a dele é empregos de Ti). Foi de grande ajuda psicológica, motivacional para a equipe pois este mentor mostrou o projeto de um outro ângulo ainda não visualizado por nós.

A segunda foi com Randerson, que atualmente trabalha na área da prefeitura responsável por empreendedorismo e inovação ,também já foi do CEI da Unifacs, com a qual mantem contato e até hoje.Com objetivo de ajudar com a parte de empreendedorismo mostrou à equipe toda a parte de plano de negócio, público alvo, melhorias que poderá haver no projeto, como podemos fazer para alavancar a ideia e torná-la carro-chefe da startup. Também foi de grande ajuda por ter mostrado que a ideia é excelente para começar uma startup mas é preciso criar uma estratégia para o projeto decolar.

A terceira foi com a professora de Estatística da UFBA sobre Marketing, Vanda.
Mostrou à equipe como podemos tratar os dados e mostrá-los de forma mais inteligente, assim como aperfeiçoar o equipamento para dar mais segurança as informações que serão transmitidas ao publico. De forma geral foi uma excelente aula sobre estatística aplicada ao projeto.

About the author: Matheus Cerqueira

Membro IEEE, Webmaster do IEEE UNIFACS em 2018, Presidente do IEEE UNIFACS em 2019